rs_slogan
rs_boletim2
rs_compartilhe

Serviços Gratuitos

Dicionários


ACTIONES EX CONTRACTU

Ações que se originam do contrato.

Lê-se: aquiciônis équis contráquitu.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTIONES EX CONTRATU

Ações nascidas do contrato.

ACTIONES EX DELICTO

Ações provenientes do delito.

ACTIONES EX LEGE

Ações procedentes da lei.

ACTIONES EX LEGE

Ações que se originam na lei.

Lê-se: aquiciônis équis lége.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTIONES EX QUASI DELICTO

Ações por quase-delito.

ACTIONES HONORARIAE

Ações de honorários.

ACTIONES NAXALES

Ações sobre danos e perdas.

Lê-se: aquiciônis naquisáles.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTIONES NOXALES

Ações de perdas e danos.

ACTIONES PENALES

Ações penais.

Lê-se: aquiciónes penáles.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTIONES POENALES

Ações penais.

ACTIONES REIPERSEQUENDI

Ações para reclamar a coisa.

ACTIONES STRICTI JURIS

Ações de direito estrito.

ACTIONES STRICTI JURIS

Ações de direito estrito.

Lê-se: aquiciônis istriquiti iuris.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTO CAUSA MORTIS

Ato por causa da morte.

ACTO INTER VIVOS

Ato entre vivos.

ACTOR ET REUS IDEM ESSE NON POSSUNT

O autor e o réu não podem ser os mesmos.

Lê-se: áquitor et réus ídem ésse non póssunt.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTOR NON DECITUR QUI PRIUS AD INITIUM PROVOCAT

Chamase autor o que primeiro provoca o juízo.

Lê-se: áquitor non détchitur qui príus ad inítchium provócat.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTOR PROBAT ACTIONEM

O autor deve provar a ação juridicamente.

Lê-se: áquitor próbat aquiciônem.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTOR REI FORUM SEQUITUR

O autor deve seguir o foro do réu.

Lê-se: áquitor rei fórum séquitur.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTOR SEQUITUR FORUM REI

O autor deve acionar o réu em seu domicílio.

Lê-se: áquitur séquitur fórum rei.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTOR VENIRE DEBET INSTRUCTIOR QUAM REUS

O autor deve vir a juízo mais preparado que o réu.

Lê-se: áquitor veníre débet instrúquicior quâm réus.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTORE NON PROBANTE, REUS ABSOLVITUR

Absolve-se o réu quando o autor não prova.

Lê-se: aquitóri non probánte, réus absolvítur.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTORE NON PROBANTE, REUS ETIAM SI NIHIL PROBAVERIT, ABSOLVITUR

O réu deve ser absolvido se o autor não provar, embora nada tenha provado.

Lê-se: aqitóri nom probánte, réus éciam so nikil probavérit, absolvítur.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTORI INCUMBIT ONUS PROBANDI

Ao autor cabe o ônus da prova.

Lê-se: aquitóri incúmbit ônus probánti.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTORI ONUS PROBANDI INCUMBIT

O ônus da prova cabe ao autor.

Lê-se: aqitóri ônus probândi incúmbit.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTORI POTIUS CREDENDUM ERIT

O juiz deve dar maior crédito ao autor.

Lê-se: aquitóri pócius credêndum érit.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTUS A PRINCIPIO NULLUS, NULLUM PRODUCITI EFECTUS

Nenhum efeito produz o ato nulo desde o início.

Lê-se: áquitus a printxipio núlos, núlum Produtxíti eféctus.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTUS CORRUI OMISSA FORMA LEGIS

Se foi omitida a forma legal, o ato é nulo; se o ato não ocorre de acordo com a lei, é nulo.

Lê-se: áquitus córrui omíssa fórma légis.

Autor: www.delreyonline.com.br

ACTUS IN DUBIO VALLIUS INTERPRETARE DEBET

Em caso de dúvida, o ato deve ser interpretado como valioso.

Lê-se: áquitus in dúbio válius interpretáre débet.

Autor: www.delreyonline.com.br


Navegação por Página:
Produtos Online


Esqueci minha senha

b_teste_gratis
pixel